Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
mariamariaeduardal

Recomendações Sobre isto LUNs Pra Virtualização

Pela enorme maioria dos projetos de virtualização, independente do hypervisor, percebo que existem várias perguntas referente ao tamanho e quantidade das LUNs. Diversos administradores optam pela consolidação, outros preferem o isolamento. Abaixo descrevo as características, vantagens, desvantagens e recomendações a respeito da formação de LUNs para ambientes virtualizados. No armazenamento isolado, cada máquina virtual, independente do seu tamanho ou importância para os negócios, retém uma LUN exclusiva.


Em alguns casos, a mesma máquina virtual chega a ter duas ou mais LUNs, utilizadas para as unidades C e D, por exemplo. Possível melhoria no desempenho, não existe concorrência na LUN. Bastante tempo dedicado ao gerenciamento e manutenção do recinto. No armazenamento consolidado, todas as máquinas virtuais são armazenadas numa unica LUN. Com esta configuração, existe um melhor aproveitamento dos recursos, pela manutenção e bem como na gerencia do recinto. Por outro lado, a concorrência na LUN é vasto, podendo causar a diminuição no desempenho das máquinas virtuais. Um lugar com cem máquinas virtuais torna-se simples e facilita a administração, visto que o hd storage hp terá só uma LUN e o hypervisor um único datastore/volume.



  • Acabamento um pouco melhor que a média

  • SolarWinds Server & Application Monitor: US$ 2.995

  • O que é SCSI

  • MIRIAM DUARTE citou: 22/07/12 ás 23:54

  • 4-Core E3-1225 v5 Memória de

  • Acessórios Cftv

  • Permite política de segurança e gerenciamento



hd para servidor

Gerenciamento e manutenção facilitados. Possível redução no desempenho, muita concorrência pela LUN. Ok, qual o tamanho das LUNs e tipo de armazenamento devo utilizar? Existem também várias ferramentas (thinkingloudoncloud | yellow-bricks) que auxiliam nessa decisão, entretanto, a melhor ferramenta é aliar o discernimento do local e necessidades ao agradável senso. Ricardo é especialista em TI e apaixonado por Virtualização. É graduado em Sistemas de Informação e pós-graduado em Gestão de TI, e também possuir várias certificações Microsoft e VMware.


Figura 13 - Trocar a permissão default do diretório root DFS Namespaces. Verifique que a permissão modelo é Everyone "Read". Recomendo a modificação desta permissão de acesso, tendo como intuito providenciar superior segurança. Vai ter que ser excluído o grupo de segurança Everyone e colocado os grupos de segurança Domain Admins e Authenticated Users. Lembrando que o grupo Domain Admins vai ter que ter permissão Full Control e o grupo Authenticated Users terá de dispor permissão Read.


Figura quatrorze - Adicionar grupo de segurança para o diretório root DFS Namespaces. Clique no botão OK duas vezes pra conferir a nova configuração e clique no botão Next para acompanhar para próxima tela do Wizard. Em "Select Namespaces Type" encontramos uma opção chave pra configuração do DFS Namespaces integrado com o Access Based-Enumeration. A opção chave recebe o nome de "Enable Windows Server 2008 Mode".


Figura 15 - Jeito de funcionamento do DFS Namespaces. Devemos analisar detalhadamente a imagem acima. De acordo com esta imagem queremos elaborar um DFS Namespaces com a opção "Domain-based Namespaces". A opção Domain-based Namespaces permite escalabilidade ao DFS Namespaces, uma vez que a infraestrutura de diretórios virtuais é acessada através do endereço dominioDFSNamespaces . DFS Namespaces que será formado. No entanto pela imagem acima a opção "Enable Windows Server 2008 mode" esta desabilitada. A opção "Enable Windows Server 2008 mode" é responsável pelo permitir a configuração do Access Based-Enumeration junto com o DFS Namespaces.


Windows 2003 pra Windows 2008 não será capaz de ser revertido. Pra conhecer pouco mais deste tema, você poderá acessar o site melhor referenciado deste cenário, nele tenho certeza que localizará algumas referências tão boas quanto estas, acesse no link desse web site: hd para servidor. Raise Domain ou Raise Forest. Pra realizar o procedimento de Raise, o usuário vai ter que pertencer ao grupo Domain Admins, Enterprise Admins ou equivalente. Depois de ver atentamente os detalhes a respeito do procedimento de Raise, abaixo será exposto como realizar este modo. Pra fazer uso do "Enable Windows Server 2008 mode", no mínimo é necessário realizar o processo de Raise no nível funcional do domínio, caracterizando portanto um Raise Domain.


Efetue o log on em um controlador de domínio PDC Emulator. Normalmente PDC Emulator é o primeiro controlador de domínio produzido em um domínio. Administrative Tools e selecione a opção Active Directory Users and Computers (ADUC). Figura 16 - Raise Domain functional level. Figura 17 - Seleção do grau funcional do domínio. Figura dezoito - Aviso a respeito as conseqüências do modo de raise.


Figura dezenove - Mensagem sobre a conclusão do procedimento de raise. Figura 20 - Opção Enable Windows Server 2008 mode depois de método de raise domain. Verifique as configurações e clique no botão Create. Figura vinte e um - Revisão das configurações do novo Namespaces. Figura vinte e dois - Conclusão da formação do novo Namespaces. Para correta efetivação do script se faz necessário à instalação da ferramenta dos programas "Xcacls.exe" e "Sleep.exe". Sleep.exe e copie pro diretório C:WindowsSystem32. Vamos formar uma suporte de diretórios visando nas próximas etapas mostrar as configuração do DFS Namespaces e do Access Based-Enumeration. NTFS são fundamentais pro claro funcionando do DFS Namespaces integrado com o Access Based-Enumeration. 01 - Crie um diretório chamado Data em C:.


02 - Crie um subdiretório dentro do diretório Data (C:Data) chamado Financeiro. 03 - Crie um grupo de segurança de escopo Global no Active Directory chamado Financeiro-GG. Administrative Tools e selecione a opção Active Directory Users and Computers (ADUC). Organization Unit. Crie uma nova Organization Unit chamada Domain Groups. Group. Atribua o nome desse grupo como Financeiro-GG e selecione o escopo global. Figura vinte e três - Construção do grupo de segurança de escopo Global.


Insira grupo de segurança Financeiro-GG, todos os usuários que deverão possuir correto de acesso ao diretório Financeiro. Depois crie um novo grupo de segurança com escopo Domain Local chamado Financeiro-DL. Figura 24 - Formação do grupo de segurança de escopo domain lugar. Financeiro será o grupo Financeiro-DL. AGDLP (Account, Global, Domain Ambiente, Permission). Mais informações a respeito da estratégia AGDLP - Clique neste local.


"Authenticated Users" como Modify. Figura 26- Permissões de acesso NTFS do diretório Financeiro. Financeiro-DL com permissão Modify, grupo de segurança de domínio article.comDomain Admins e o grupo de segurança local fs00administrators com permissão Full Control. DFS Namespaces integrado com o Access Based-Enumeration. Figura 27- Permissões atribuídas ao usuário article.comfabricio. Figura 28- Permissões de acesso atribuídas ao usuário article.comluciana. Com intenção de automatizar o recurso de criação e compartilhamento de diretórios dito previamente, segue abaixo um script. Sleep.exe e copie para o diretório C:WindowsSystem32.

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl